Aumentar fonte  Diminuir fonte 
fechar

CFBio manifesta indignação com tragédia em Brumadinho e cobra punição dos responsáveis

O Conselho Federal de Biologia (CFBio) manifesta sua preocupação e indignação com o rompimento de barragem da mineradora Vale em Brumadinho, Minas Gerais, e cobra a punição dos responsáveis por mais essa tragédia que deixa danos irreparáveis à população e ao meio ambiente. Tendo em vista a gravidade do caso, o CFBio tem acionado e mobilizado Biólogos das regiões afetadas com objetivo de mapear as dimensões do desastre e oferecer auxílio técnico no que for necessário.

A Vale informou que o rompimento da barragem na Mina Feijão aconteceu no início da tarde desta sexta-feira, 25 de janeiro de 2019. As primeiras informações, de acordo com a companhia, indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da empresa e parte da comunidade da Vila Ferteco.

O CRBio-04, que atende o Estado de Minas Gerais, declarou que a “preservação da vida dos trabalhadores e da população do entorno deve ser prioridade máxima das autoridades”, mas também se colocou à disposição do gabinete estratégico de crise formado pelo Governo para auxiliar com o conhecimento técnico de seus profissionais. Em nota, o Conselho Regional anunciou ainda que está acompanhando de perto os desdobramentos do caso, cobrando das autoridades a apuração e punição dos responsáveis e o ressarcimento à sociedade dos danos causados. A tragédia “transparece a incapacidade dos responsáveis em aprender com erros passados”.

O desastre em Brumadinhos acontece pouco mais de três anos depois do rompimento de duas barragens do Complexo de Germano, nos municípios de Mariana e Ouro Preto, na Bacia do Rio Doce, em Minas Gerais. Considerada até então a maior tragédia ambiental da história do País, o rompimento dessas barragens no dia 5 de novembro de 2015 pegou a população completamente desprevenida, gerando mortes, destruindo casas e escolas, deixando centenas de desabrigados e devastando a biodiversidade da Bacia do Rio Doce.

Em comunicado oficial, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) informou ter enviado ao local uma equipe do Núcleo de Combate aos Crimes Ambientais (Nucrim) para verificar e avaliar, juntamente com outras autoridades da área ambiental do estado, a extensão dos danos causados pelo rompimento de barragem de mineração na região de Brumadinho, a cerca de 50 km de Belo Horizonte.

O governo do Estado de Minas Gerais também deslocou aparato estatal para a região atingida, para acompanhar de perto as ações e colaborar no que for necessário e prestar assistência às vítimas. Segundo o governo de MG, foram encaminhados ao local os secretários de Impacto Social e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, além do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil.

Em seu Twitter, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, lamentou o ocorrido e comunicou o deslocamento para a região dos Ministros do Desenvolvimento Regional e de Minas e Energia, bem como o Secretário Nacional de Defesa Civil.

Fonte: CFBio

Postado terça-feira, 29 de janeiro de 2019 às 07:06:05 587 visualizações

   
Sede RJ:
Conselho Regional de Biologia 2ª Região - RJ/ES
Rua Alvaro Alvim, 21 - 12º Andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ - 20031-010
Tel.: (21) 2142-5701
Atendimento ao público: Seg á Sex das 09:00h às 17:00h
Regional ES:
Delegacia do Espírito Santo
Rua Fortunato Ramos, 30 - Edifício Cima Center - Salas 208 e 210
Santa Lúcia – Vitória/ES - 29056-020
Tel.: (27) 3029-8100 | delegacia_es@crbio02.gov.br
Atendimento ao público: Seg á Sex das 09:00h às 17:00h